Intercâmbios Clínicos

Reconhecimento Académico


EM-UM

Na ECS-UM tens a possibilidade de realizar intercâmbio clínico e enquadrá-lo como conteúdo da unidade curricular Residências Opcionais. Este terá de ser avaliado conforme a metodologia de avaliação desta unidade, sendo avaliado pela grelha de profissionalismo, competências e atitudes preenchida pelo tutor atribuído. Para tal e para mais detalhes, terás de contactar com brevidade o coordenador da unidade curricular de Residências Opcionais.


AEFMUP

Para efeitos de creditação de formação e de avaliação do estágio do programa de intercâmbios (clínicos ou científicos) geridos pela Associação Nacional de Estudantes de Medicina, os estudantes interessados devem elaborar um relatório de estágio, com máximo de 1000 palavras (aproximadamente 2 páginas) onde relatem de forma sucinta quais as atividades que executaram ao longo do estágio, bem como considerações que considerem pertinentes relativamente ao mesmo e as competências e capacidades que desenvolveram. O relatório deve ser entregue ao diretor de ciclo de estudos juntamente com a restante documentação necessária: Handbook, devidamente preenchido com o mínimo de 80% presenças; Declaração de consentimento, assinada pelo tutor, até ao final do ano em que realizou o intercâmbio. O conteúdo do relatório contribuirá para a classificação a atribuir ao estudante na componente optativa creditada. O Diretor do Ciclo de Estudos reserva-se no direito de contactar o tutor/orientador de estagio e/ou a instituição envolvida, de modo a verificar a veracidade dos factos apresentados. Para os estudantes que se encontram no antigo plano curricular, uma vez que este não inclui componentes optativas, nestes casos a creditação do intercâmbio permitirá apenas obter um suplemento ao diploma do curso.


AEICBAS

A proposta de acreditação da parte da Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar encontra-se em processo de deliberação pela Comissão Científica do mesmo. Para mais informações contacta o Departamento de Relações Internacionais e Mobilidade da AEICBAS através de international.aecibas@gmail.com.


NEM/AAC

Na FMUC já podes alargar a tua formação e experiência na área da investigação através de um projeto de intercâmbios clínicos, gerido pela ANEM (Associação Nacional de Estudantes de Medicina). A creditação do intercâmbio equivale a duas unidades curriculares opcionais sendo o aluno em questão dispensado de as frequentar. Para isso, basta apresentar o documento de avaliação devidamente preenchido pelo respectivo tutor no decorrer do intercâmbio. Este tem a duração de um mês num país à tua escolha. Este documento deverá ser entregue no final no NEM/AAC para que se possa proceder à validação e creditação de quatro ects, ou seja, o equivalente a duas unidades curriculares opcionais. O intercâmbio não substitui nenhuma cadeira opcional específica, apenas é creditado como tal.


AEFML

Depois de realizares um intercâmbio clínico, poderás apresentar um pedido de creditação no âmbito do Núcleo Curricular Optativo. Para isso, deverás pedir ao tutor do teu estágio e ao teu AEFML Exchange Officer (LEO) que assinem o Request for ECTs Accreditation of Medical Exchange. Este documento permitirá que, ao regressares à FMUL, possas creditar o teu intercâmbio, sendo que este corresponderá a 3 ECTs. Para mais informações dirige-te à Área Académica da FMUL. Poderás ainda contactar a Direção da AEFML através do e-mail: internacionais@aefml.pt.


AEFCM

A realização com aproveitamento dos intercâmbios do SCOPE e SCORE da IFMSA, mais conhecidos por intercâmbios clínicos e científicos, respetivamente, é passível de reconhecimento académico pela faculdade. A Secção de Intercâmbio e Mobilidade (SIM) permite apenas a creditação à unidade curricular opcional do ano académico seguinte.  

O aluno deve solicitar por email (mobilidade-out@nms.unl.pt) o pedido de creditação à SIM até 2 meses antes da data de início do estágio. Esse pedido, deve conter a seguinte informação: cópia da carta de aceitação; ano que vai frequentar; tipo de estágio; deverá garantir que o estágio que irá efectuar seja num hospital universitário, caso contrário, não será aceite e nº de horas de contacto que irá fazer (no mínimo 60h).O aluno deverá trazer o documento facultado pela SIM, Clinical Training, com a correcta indicação do nº de horas efectuados. Este documento deve ser assinado pelo tutor ou hospital universitário e pela universidade de acolhimento.

Os alunos interessados neste tipo de mobilidade deverão impreterivelmente consultar o Regulamento para Estudantes Free-mover da NMS|FCM e observar estritamente os regulamentos das Universidades de acolhimento e condições da IFMSA.


MedUBI

A validação e acreditação dos intercâmbios clínicos devem ser realizadas com critérios objetivos estabelecidos no regulamento, através do reconhecimento de equivalência ao nível de unidades curriculares do 4º, 5º e 6º ano, integrados em Clínica Médica Cirúrgica I/II e Prática Clínica.

O modelo de avaliação e atribuição de equivalência a UCs é baseado na apresentação do certificado, handbook e o formulário de acreditação académica. Estes documentos deverão ser entregues até ao final da época de pedidos de equivalência, para que possa ser atribuída equivalência às unidades curriculares referidas. Para além disso, o aluno deve preencher o Academic Quality Kit do handbook antes de realizar o intercâmbio, com devido carimbo e assinatura, pela faculdade e diretor de curso respetivamente.

Condições a reunir para acreditação:

  • O intercâmbio clínico foi realizado no ano letivo anterior, relativamente ao ano letivo em que o pedido é feito;
  • O aluno fica dispensado do estágio, mas não de aulas teóricas e avaliações;
  • No decorrer do ponto anterior, as classificações obtidas, no estágio do intercâmbio, não serão tidas em conta no cálculo da média final de curso;
  • A carga horária do estágio de intercâmbio deve ser igual ou superior à do estágio curricular correspondente;
  • A assiduidade ao estágio de intercâmbio deve ser de pelo menos 80%.


NEMed/AAUAlg

A realização com aproveitamento dos intercâmbios clínicos - SCOPE da IFMSA - é passível de reconhecimento académico pelo Departamento de Ciências Biomédicas e Medicina da Universidade do Algarve. Sendo a prática destes, uma ferramenta útil e valorizada para a creditação da unidade curricular opcional (8 semanas) do 6º ano curricular do curso, mediante a apresentação oral e escrita de um relatório do respetivo estágio clínico.